Notícias

Sem creche, sem igualdade de gênero

Saiba mais

Educação para a Vida

03 / 04 / 2017

Sem creche, sem igualdade de gênero

No Brasil, apenas 30% das crianças entre 0 e 3 anos estão matriculadas em creches públicas, que apresentam um déficit de 2,4 milhões de vagas. Isso significa que milhares de mulheres têm que abrir mão de seus empregos ou estudos para cuidar dos filhos, agravando a desigualdade de gênero.

 

Em Heliópolis, São Paulo, nosso parceiro Unas luta para que famílias vulneráveis tenham uma alternativa. Mais de duas mil crianças frequentam diariamente os 16 Centros de Educação Infantil localizados na região. Lá elas participam de atividades lúdicas e educativas e têm acesso a uma alimentação de qualidade. Isso possibilita que suas mães trabalhem ou estudem, melhorando a condição de vida das suas famílias.

Regiane e a filha Iasmin na creche

É o caso de Regiane, 32, mãe de Iasmin, de 3 anos. Desde que a filha nasceu ela está desempregada. Agora, com a creche, vê uma esperança de melhora para o futuro:

Agora tenho onde deixar minha filha em segurança e vejo o jeito que ela chega aqui e volta pra casa feliz. Minha filha fica o dia inteiro em um lugar seguro com uma boa alimentação. Eu sabendo que ela está bem, fico mais despreocupada e consigo procurar um emprego. Espero que UNAS possa abrir cada vez mais creches para as crianças e possa, assim, continuar ajudando também mais mães como eu.

Acreditamos que todas as crianças têm direito a uma educação pública de qualidade. Trabalhamos em mais de 5 mil comunidades no mundo para garantir que meninas e meninos tenham acesso à educação que precisam. Seja um doador ActionAid e apoie projetos como esse!

Nina Borges

Assessora de Comunicação Digital

E-mail: nina.borges@actionaid.org