Notícias

Especial BRICS

Saiba mais

Participação e Democracia

20 / 03 / 2017

Especial BRICS

Em parceria com o Criar Brasil, estamos lançando um especial sobre os BRICS, bloco de países que reúne o Brasil, a Rússia, a Índia, a China e a África do Sul. A intenção é refletir sobre o papel do Brasil no cenário internacional, num momento em que o país está perdendo a posição de destaque arduamente conquistada no passado recente. O Brasil, por seu tamanho e por sua importância regional, é chamado a ser um ator relevante das relações internacionais.

Estamos presentes em três dos países do BRICS, Brasil, Índia e África do Sul, e trabalhamos com atores-chave como movimentos sociais, organizações, grupos de pesquisa e formuladores de políticas para criar e ampliar os espaços participativos dentro dos BRICS.

DESCOBRINDO OS BRICS

Os BRICS surgiram há uma década como uma agrupação de países do Sul para demandar uma reforma das instituições financeiras internacionais e aumentar a relevância dos países em desenvolvimento na governança global. Ao longo desse período, os países do grupo aprofundaram a cooperação entre eles em diversas áreas ampliando o financiamento para áreas chave, como o desenvolvimento, ciência e tecnologia, investimentos e comércio. Além disso, o grupo criou diálogos sobre políticas, em temas estratégicos como agricultura, comércio, trabalho e urbanização.

Contudo, nos últimos anos, esse fórum tem perdido seu espaço, na medida em que seus países membro enfrentam perturbações políticas, desaceleração econômica e conturbações internas. No entanto, dado o peso político e econômico de cada um dos países membro assim como o relevante papel que estes ocupam ao fornecer apoio financeiro e tecnológico para outros países em desenvolvimento, reforçar seus mecanismos de cooperação poderia contribuir para achar soluções para alguns dos mais persistentes problemas de nossos tempos.

É o caso especialmente de questões globais como a mudança climática, a escassez de financiamento para o desenvolvimento, a perda de dinamismo do crescimento econômico, o desemprego generalizado e a carência de empregos decentes, assim como dos conflitos internacionais. Porém, devido às estratégias de crescimento adotadas pelo grupo, que resultaram em imensa degradação ecológica e no aumento das desigualdades socioeconômicas em alguns dos países do bloco, sabemos que é fundamental ampliar os espaços participativos da sociedade civil para pressionar e garantir que os BRICS realmente criem alternativas para esses problemas globais tão complexos e evitem o agravamento da pobreza.

Assista aos vídeos desta série e descubra as oportunidades e desafios do grupo!

 

Nina Borges

Assessora de Comunicação Digital

E-mail: nina.borges@actionaid.org

OUTRAS NOTÍCIAS